Foliã de 63 anos morre de parada respiratória no carnaval de Salvador

27 de fevereiro de 2017

Desde o início do carnaval 10 pessoas que estavam nos circuitos da folia apresentaram sintomas de Infarto Agudo do Miocárdio. Uma foliã pipoca, de 63 anos, morreu no Circuito Osmar. Ela foi encontrada em via pública em parada cardiorrespiratória, sem sinais vitais. Foi realizada manobra de reanimação cardiorrespiratória, sem êxito.

Segundo o coordenador Hospitalar e de Urgência da Secretaria Municipal da Saúde, Ivan Paiva, a cada minuto perdido no atendimento a esses pacientes, maior a chance de morte.

“Toda a equipe de saúde que está trabalhando no carnaval está preparada para receber o folião ou profissional que passe mal nos circuitos e que apresentem os sintomas de infarto. Então a pessoa que procura uma das nossas unidades com dor no peito e que tenha uma pré-disposição para o problema recebe um atendimento especial. Quanto mais rápido atenderemos esse paciente, mais chances ele terá de se recuperar”, afirma.

A Secretaria Municipal da Saúde montou uma estrutura de 11 Módulos Assistenciais funcionando 24 horas nos circuitos oficiais. Essas unidade de atendimento contam com um total de 130 leitos para atendimento aos pacientes clinicamente instáveis, sendo 11 leitos tipo UTI, além da retaguarda de atendimento do SAMU 192 e unidades de emergência/hospitais.

“O paciente que chega com sintomas de infarto nós realizamos um eletrocardiograma e se for confirmado ele será encaminhado para um dos três hospitais de referência cardiológica da nossa cidade para dar continuidade ao tratamento”, explica o médico.

O ataque cardíaco é uma ocorrência grave, que está entre as principais causas de morte no Brasil e no mundo.Entre os sintomas estão dor no peito contínua e, por vezes, palpitações prolongadas.A pessoa pode apresentar também suor excessivo, náuseas, vômitos, tontura e desfalecimento. Têm pré-disposição tabagistas, obesos, diabético, hipertensos, sedentários, entre outros.

Estão de prontidão para atendimento 56 ambulâncias, 8 motolâncias e veículos de suporte avançado SAMU para remoção rápida de casos de urgência.A estrutura conta com um quadro de recursos humanos que contempla mais de 10 categorias profissionais como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, higienizadores, administrativos, gestores de infor

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line