Esplanada: plano propõem retirar da PF as atividades de Polícia Administrativa

25 de junho de 2017

O Dia

– Meta é deixar tudo com departamento especial do Ministério da Justiça –

Rio – Passeia no gabinete do ministro da Justiça, Torquato Jardim, um calhamaço com o plano de retirar das mãos da Polícia Federal as atividades de Polícia Administrativa, questão de segurança nacional para o governo, como controle de imigração, emissão de passaportes e fiscalização de segurança privada. A meta é deixar tudo com departamento especial do MJ. Agentes e delegados são contra. O escopo enfraquece a PF. 

Guerra do diploma
Cade vota quarta o processo de fusão da Kroton com a Estácio, as gigantes do diploma universitário. Em jogo, o monopólio de um filão: o ensino a distância.

Aviso prévio
Senadores foram avisados por ministros que o presidente não quer traição na votação da Reforma Trabalhista no plenário. Há lista de seus apadrinhados na mesa de Temer.

Ninho em chamas
O PSDB completa 29 anos hoje sem ter o que festejar: partido sem protagonismo no governo, rachado sobre apoio ao Palácio, com seu principal nome na porta do camburão e afastado do Senado.

Tucano abatido
Em 2016, o então ativo Aécio Neves presidia o partido e figurou como garoto-propaganda do aniversário de 28 anos na TV: “É com seriedade que o PSDB comemora seus 28 anos de vida… e com respeito a cada cidadão brasileiro”.

Estratégia
O Palácio analisa hipóteses para vencer a denúncia do PGR Janot contra Temer. Até esvaziar o plenário da Câmara no dia da votação, diante dos ‘aliados indecisos’.

Som na caixa
Nomes conhecidos do funk, de hoje e dos anos 90, como Anitta, Valeska Popozuda, MC Marcinho, Cidinho e Doca, devem aparecer no Senado para discutir em audiência proposta por Romário (PSB-RJ) a ‘criminalização do funk’. Alias, o Peixe quer que um deles cante no plenário.

Estilo
Os Josés Sarney, pai e filho, rasparam de leve os bigodes. Isso é um sinal.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line