Empresas de ônibus do Rio e de Niterói têm 15 veículos interditados

O Dia

– Procon flagrou irregularidades na Viação Madureira Candelária e na Expresso Barreto –

Rio – Quinze ônibus — dez no Rio e cinco em Niterói — foram proibidos de circular pelo Procon Estadual. As interdições ocorreram na Operação Roleta Russa, realizada pelo órgão na madrugada de ontem, nas garagens das empresas Viação Madureira Candelária, em Irajá, e da Expresso Barreto, em Niterói.

Dos dez veículos vistoriados na Viação Madureira Candelária, todos foram interditados. Segundo o Procon, havia bancos soltos e rasgados, defeito em faróis, lanternas, botoeiras, sinaleiras e luz de ré, extintor de incêndio sem informação de validade, lacre de emergência rompido e todos os carros tinham documentação atrasada. Também não havia alvará de funcionamento da empresa na garagem, segundo o Procon Estadual. O documento deverá ser apresentado em até 15 dias.

Um dos coletivos da empresa, operado na linha 349 (Rocha Miranda – Castelo), se envolveu em um acidente no dia 14, em que testemunhas disseram que os pneus do veículo estavam carecas.

A Expresso Barreto teve sete ônibus vistoriados e cinco foram autuados. Os problemas encontrados foram bancos soltos, parabrisa trincado, janelas sem alavanca na saída de emergência, limpadores inoperantes e elevador com defeito. Os documentos desses veículos também estavam atrasados.

A Expresso Barreto informa que, no horário da vistoria, os carros já estavam recolhidos e em manutenção, quando são vistoriados e têm consertados os problemas surgidos durante o dia. Quanto aos documentos, a empresa diz que já existe processo de parcelamento junto ao Estado, aguardando emissão de guias para pagamento.

A Viação Madureira Candelária afirma que o alvará de funcionamento já foi afixado em local visível na garagem. A empresa acrescenta que a fiscalização não prejudicou a oferta de transporte e que está atuando para corrigir as falhas apontadas.


Outros destaques: