Disque-Denúncia pede informações sobre assassinos de policiais militares

O Dia

– Uma das vítimas era candidato a vereador e acompanhava carreata em Itaboraí; o outro assistia a partida de futebol em campo de Nova Iguaçu –

Rio – O Portal dos Procurados divulgou nesta quinta-feira um cartaz pedindo informações que levem às prisões dos assassinos de policiais militares, mortos neste final de semana. Uma das vítimas era candidato a vereador e fazia uma caminhada, parte da campanha, em Itaboraí, na Região Metropolitana, e o outro assistia a uma partida de futebol em um campo de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

O soldado da PM Pedro Ferreira Júnior, de 33 anos, morto na Baixada, era lotado na Unidade de Policia Pacificadora (UPP) Turano, enquanto o capitão reformado José Ricardo Guimarães Costa, de 49 anos, mais conhecido como Capitão Guimarães, buscava uma vaga na política.

Júnior, como era conhecido na UPP, foi assassinado no começo da tarde de sábado na Comunidade Três Campos, em Nova Iguaçu, enquanto assistia a um jogo de futebol no local conhecido como Campo do Star. Ele foi reconhecido pelos criminosos que o renderam, balearam e fugiram do local levando sua arma. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu após ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Comendador Soares.

A arma do policial, um revolver calibre 38, com sete munições intactas, foi achada
nesta terça-feira por policiais do Serviço Reservado do 20º BPM (Mesquita), após operação na comunidade conhecida como Rosa dos Ventos, em Nova Iguaçu. O militar estava na corporação desde 2012, era casado e deixou dois filhos.

Já o capitão reformado Ricardo Guimarães Costa foi morto a tiros quando participava de uma carreata na comunidade da Reta Velha, em Itaboraí, na manhã do domingo, por volta do meio-dia.

O PM reformado, candidato a vereador, acompanhava da garupa de uma moto a visita do atual prefeito e candidato à reeleição na região. Quando percebeu a abordagem dos criminosos, em outra motocicleta, ele tentou fugir. O acabou levando um tiro de pistola nas costas. Ele foi levado para o Hospital Desembargador Leal Júnior, no Centro de Itaboraí, mas não resistiu aos ferimentos.


Outros destaques: