Direção da dupla Ba-Vi se une contra a torcida única

Através dos seus sites, as direções do Bahia e do Vitória publicaram nota oficial se posicionando contra a provável determinação do Ministério Público da Bahia para “Torcida Única” nos próximos clássicos Ba-Vi, podem ser quatro – Copa do Nordeste e Campeonato Baiano – até o final deste mês de abril.  

Os dirigentes alegam que a violência no futebol não está dentro, nas cadeiras e arquibancadas, mas fora, no entorno da Arena Fonte Nova e Estádio Manoel Barradas, e que esta decisão, além de impor aos clubes prejuízos financeiros, vai tirar o brilho, a festa do maior clássico do futebol do Norte-Nordeste. 

A posição do Ministério Público para determinar a “Torcida ùnica” nos clássicos é consequência da violência após o Ba-Vi do último domingo, quando um torcedor do Bahia foi morto a tiros em um posto de gasolina, no bairro da Vasco da Gama, quando retornava para casa após a partida. A declaração foi dada pelo promotor do Ministério Público Olímpio Campinho, onde deixou claro que essa possibilidade é iminente. 

“Não acredita que a torcida única seja a melhor solução para combater a violência”, diz um trecho da nota oficial do Vitória.
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com