Dilma Rousseff faz primeiro pronunciamento após sofrer impeachment

31 de agosto de 2016

O Dia

– Senado decidiu afastá-la em definitivo por 61 votos a 20. Ela afirmou que esse é o segundo golpe que sofre e que irá recorrer –

Brasília – Em pronunciamento incisivo após ser destituída do cargo de Presidente da República, Dilma Rousseff afirmou na tarde desta quarta-feira que não está dizendo “adeus” ao povo brasileiro e sim “até breve”. “Hoje o senado federal tomou uma decisão que entra para história como uma grande injustiça. Não ascendem ao governo por voto direto. Apropriam-se do poder por meio do golpe de Estado. É o segundo golpe que enfrento na vida”, afirmou ela.

Durante sua fala, Dilma deixou claro que a defesa irá realmente recorrer “em todas as instâncias possíveis” contra a decisão tomada por 61 votos a 20 no Congresso Nacional nesta quarta-feira. Em segunda votação, os senadores decidiram que Dilma não ficará proibida de exercer funções públicas por oito anos. 

“Hoje o senado federal tomou uma decisão que entra para história como uma grande injustiça. Não ascendem ao governo por voto direto. Apropriam-se do poder por meio do golpe de Estado. É o segundo golpe que enfrento na vida”, afirmou Dilma.

Ela acrescentou que o golpe é contra todas a esferas sociais e falou a todos os brasileiros, mas dirigiu atenção especial àqueles que tiveram oportunidade de ascender durante seu mandato. “Falo aos brasileiros que deixaram, durante o meu governo, de ser invisíveis aos olhos da nação”, afirmou, para em seguida pedir a todos que não desistam da luta.

Dilma mencionou que a ação que a removeu da Presidência foi também machista. Ela disse que as mulheres brasileiras do futuro saberão que a primeira mulher presidente do Brasil foi arrancada pela misoginia e machismo do comando do país.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line