Decisão de Crivella é apoiada por 78%

25 de junho de 2017

Wilson Aquino

– Pesquisa põe fim à polêmica e mostra que 78% concordam com redução de verbas para as escolas de samba –

Rio – A população do Rio aprovou, com ampla maioria a decisão do prefeito Marcelo Crivella de remanejar metade da verba destinada às escolas de samba do Grupo Especial para a alimentação das crianças matriculadas em creches privadas que mantêm convênio com a prefeitura. Entretanto, os cariocas, também na sua maioria, compreendem a importância do maior espetáculo da Terra para a cidade e acreditam que o Rio vai perder muito, caso as escolas levem adiante a ideia de não desfilarem, em represália ao corte de verbas.

A avaliação do corte de gastos da Prefeitura do Rio com as escolas de samba foi objeto de uma consulta de opinião pública, encomendada pelo DIA e realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas. De acordo com a pesquisa, 78,2% dos entrevistados concordam com a medida tomada pelo prefeito, de reduzir de R$ 24 milhões para R$ 12 milhões o valor da subvenção às escolas do Grupo Especial. Os que discordam de Crivella somam 18,4% dos consultados e aqueles que não souberam avaliar ou não quiseram opinar atingiram 3,4%.

Por outro lado, 65,9% dos cariocas reconhecem que, caso não ocorram os desfiles, a cidade vai perder muito. Mas, para 74,1% a redução da verba pública não inviabiliza o evento. Inclusive, 62,2% dos entrevistados acreditam que as escolas deveriam buscar apenas patrocínios e ajuda na iniciativa privada para a realização do evento, contra 34,2%, que defendem o recebimento de recursos públicos por parte das agremiações para serem aplicados no desfile. O estudo indica também que a decisão do prefeito teve uma grande repercussão na sociedade carioca. De acordo com a pesquisa, 82,4% dos consultados ficaram sabendo da medida, contra 17,6% que afirmaram desconhecer o assunto.

A pesquisa foi feita com entrevistas pessoais, sendo que 1.020 habitantes da cidade, com 16 anos de idade ou mais, foram consultados. De acordo com o diretor da Paraná, Murilo Hidalgo Lopes de Oliveira, a amostra representativa no Rio atinge um grau de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de, aproximadamente, 3% para os resultados gerais. 

Separada por sexo, escolaridade, nível econômico

A consulta popular realizada pela Paraná Pesquisas, que apontou ampla aprovação do carioca com relação à redução dos valores investidos pela Prefeitura do Rio no Carnaval, foi separada por sexo, faixa etária, grau de escolaridade, nível econômico e posição geográfica. A pesquisa foi feita entre os dias 17 e 20 de junho.

Entre os 78,2% dos que concordam com a medida de Crivella, transferindo parte da verba antes destinada às escolas de samba para as creches, 79,3% são homens, 82,6% têm entre 35 e 44 anos e 80,2% têm Ensino Médio completo. Dos 74,1% que acreditam que o corte de verba não inviabiliza a realização do desfile, 76,3% são do sexo masculino e 77,4% têm de 35 a 44 anos, sendo que 75,8% possuem nível superior. Já com relação aos 65,9% que acreditam que a cidade perde muito caso não ocorra o desfile, 66,2% são mulheres, 67,9% têm idade entre 16 e 24 anos e 71,2% concluíram o Nível Superior.

Entre os 62,2% que defendem que as escolas devem buscar apenas recursos privados para a realização do desfile, 63,3% são do sexo masculino, 65,5% estão na faixa etária dos 25 a 34 anos 67,3% concluíram apenas o Ensino Fundamental. A pesquisa revela ainda que dos 82,4% dos cariocas que tomaram conhecimento da medida do prefeito Crivella, a decisão repercutiu mais entre os homens (83,1%) e os com 60 anos ou mais (86,8%).

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line