De olho nos plugues dos novos eletrodomésticos

Cristiane Campos

– Orientações de como fazer as alterações na fiação e na tomada –

Rio – Os plugues voltam à cena. Isso porque a compra de um eletrodoméstico, por exemplo, pode nos surpreender quando descobrimos que o plugue do aparelho novo não se encaixa na tomada que temos em casa.

Hilton Moreno, engenheiro eletricista do Programa Casa Segura do Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre), diz que a questão é recorrente. Para ele, seria uma atitude simpática de fabricantes e revendedores de eletrodomésticos e portáteis identificar claramente se o plugue da tomada do equipamento é de 10A ou 20A (ampères). O especialista chama atenção de alguns pontos.

O primeiro deles é que boa parte dos aparelhos eletroeletrônicos, incluídos televisores, aparelhos de som, liquidificadores, batedeiras, furadeiras, telefones sem fio, têm plugues de 10A. “Ampères representa a intensidade de uma corrente elétrica. O ideal é que, ainda antes da compra, essa informação seja dada ao consumidor. Quando esse não é o caso, para descobrir a corrente (popularmente chamada de “amperagem”) de um eletrodoméstico, basta dividir a potência (watts) pela tensão (volts)”, recomenda Moreno.

Outra forma de identificar a corrente é a observação do plugue. Os pinos dos plugues de 20A têm diâmetro maior. São mais grossos do que os de 10A e mais usuais em eletrodomésticos de maior potência, como fritadeiras sem óleo, micro-ondas, secadoras de roupas, aparelhos de ar-condicionado, ferros de passar roupas e alguns modelos de secadores de cabelo.

Em razão do diâmetro maior dos pinos dos plugues de 20A, não é possível encaixá-los nas tomadas de 10A. Tentar forçar esse encaixe não é uma atitude prudente, assim como tentar resolver o problema com um adaptador com entrada de 20A e saída de 10A. “Esses adaptadores não são certificados”, sentencia Moreno.

Além de risco de queima do adaptador, da tomada e do aparelho, há perigo de choque elétrico e curto-circuito, que comprometa toda a instalação elétrica da residência. “Os adaptadores poderão aquecer além de seu limite ao longo do tempo, derreter ou mesmo ser fonte de incêndios, causando danos ao imóvel e colocando em risco a integridade dos moradores da casa”, explica o consultor da Casa Segura.

Cuidados

:: Fiação – A fiação tem que ser apropriada para o plugue de 20A. Em algumas situações específicas, a bitola dos fios que alimentam tomadas de 10A pode até ser a mesma de tomadas de 20A. Mas isso não é regra fixa. Esse cálculo deve ser realizado caso a caso por um profissional qualificado. O certo é que, conforme norma da ABNT, a bitola mínima de qualquer circuito que alimenta tomadas é 2,5 mm2.

:: Segurança – Quando um eletroeletrônico tem um plugue de 20A, a única maneira segura de mantê-lo funcionando sem correr o risco de choque ou incêndio é a troca da tomada de 10A pela tomada de 20A. É fácil fazer a substituição e indispensável o cuidado de desligar o quadro geral de força antes de fazer a troca. Também deve ser verificada se a bitola dos fios que chegam na tomada é adequada para o novo aparelho ou também precisará ser trocada.

:: Três pinos – O terceiro pino de um plugue corresponde ao condutor de proteção (fio terra). Por norma, todas as tomadas precisam ter três furos. Mas os plugues podem variar e ter dois ou três pinos. Essa variação no número de pinos do plugue depende da classe de proteção do aparelho contra choque elétrico.

Fonte: Procobre


Outros destaques: