Cremerj vai pedir interdição ética de médico foragido

18 de julho de 2018

O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) vai encaminhar ofício amanhã (19) ao Conselho Federal de Medicina (CFM), com pedido de interdição ética do médico Denis César Barros Furtado, 45 anos, acusado de realizar procedimento estético em sua cobertura na Barra da Tijuca, que resultou na morte da paciente Lilian Calixto. Se o pedido for acatado, Denis ficará sem poder exercer a medicina até a conclusão do processo.

O plantão do Tribunal de Justiça decretou a prisão de Denis e da mãe dele, Maria de Fátima (que teria participado do procedimento e teve o registro cassado de médica em 2015) e da namorada dele, Renata Cirne, que foi levada para o Presídio de Benfica, na zona norte da cidade.

Os pedidos de prisão temporária de 30 dias foram pelos crimes de homicídio doloso duplamente qualificado e associação criminosa. Denis e a mãe dele estão foragidos.

Policiais da 16ª Delegacia Policial (Barra da Tijuca) investigam o caso do médico, conhecido como Dr. Bumbum, acusado de ter sido o responsável pela morte da bancária Lilian Quezia Calixto de Lima Jamberci, de 46 anos, no último final de semana ao ser submetida a um procedimento de preenchimento glúteo, que foi feito na cobertura do médico, fora de um centro cirúrgico.

O médico teria sido auxiliado pela mãe, pela empregada doméstica Rosilane Silva, e pela namorada Renata Cirne.

Segundo as investigações, após o procedimento, a bancária chegou ao Hospital Barra D’or na noite do último sábado (14) com falta de ar, taquicardia e pele azulada, o que indica sintoma de falta de oxigenação no sangue. Ela morreu na madrugada de domingo (15).

O médico responde há vários inquéritos, um deles de crime de homicídio. 

Recompensa

O Portal dos Procurados do Disque Denúncia divulgou hoje (18) cartaz com recompensa de R$ 1 mil por informações que levem às prisões de Denis César Barros Furtado e de Maria de Fátima Barros Furtado.

Alerta

Em nota, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) informou que Denis Furtado não é credenciado na SBPC e, por isso, não tem especialização em cirurgia plástica. 

A sociedade disponibiliza em seu site, Facebook, e-mail ou telefone uma consulta para saber se o médico é ou não credenciado para fazer uma cirurgia plástica.

Além disso, a sociedade alerta a população sobre os riscos dos procedimentos com polimetilmetacrilato, material plástico usado em preenchimentos que alteram algumas formas do corpo, conhecido como bioplastia. 

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com