Contrato de 'Brangelina' tornará partilha mais fácil

O Dia

– Divisão dos bens do ex-casal, estimados em pelo menos meio bilhão de dólares, deverá correr sem sobressaltos, ao contrário da guarda dos filhos –

Estados Unidos – Se a disputa pela guarda de Maddox, Pax, Zahara, John, Knox e Vivienne promete parar nos tribunais e se arrastar por meses, a divisão dos numerosos e opulentos bens de Brad Pitt e Angelina Jolie deve ser menos conturbada. Segundo o site de celebridades ‘TMZ’, espécie de acordo pré-nupcial fixou as regras para a partilha da fortuna em caso de separação.

O casal possui riqueza avaliada em 555 milhões de dólares (R$ 1,8 bilhão), segundo estimativas da ‘Forbes’ — fora o que cada um amealhou ao longo da vida, o que significaria mais meio bilhão por cabeça. O ‘TMZ’ indica que os dois possuíam 12 propriedades antes da oficialização do matrimônio, em 2014 — apesar de terem começado a namorar dez anos antes, nas filmagens de ‘Sr & Srª Smith’.

Sete delas pertenciam a Brad Pitt; duas, a Angelina Jolie, e apenas três foram compradas em conjunto: uma vinícola na França, uma mansão em Nova Orleans e um apartamento em Nova York. O site não informa quem ficará com cada parte destas propriedades, mas o acordo pré-nupcial já facilitou toda a divisão.

Briga por filhos

O maior problema está na guarda dos seis filhos (três adotados e três biológicos). Angelina afirma que o vício de Brad por álcool e maconha o tornou violento nos últimos meses, o que a fez pedir pela guarda integral, com direito a apenas visitas determinadas pelo juiz.

Episódio durante um voo privado, no qual o ator teria bebido e agredido um dos filhos, foi o estopim para o fim da relação. O caso é tão grave que até o FBI, a Polícia Federal americana, investiga Brad Pitt — fatos ocorridos no espaço aéreo dos EUA não são de competência das polícias estaduais.

Brad Pitt, embora não tenha falado nada sobre o problema com bebidas e drogas, afirmou a amigos que vai lutar pela guarda compartilhada. Pediu privacidade e declarou estar “entristecido” com o divórcio.


Outros destaques: