Como organizar as dívidas? Aprenda a sair do vermelho

Organizar os gastos e ter um planejamento financeiro eficiente não é o ponto forte de muitas pessoas e o resultado não poderia ser outro: terminar o mês com as contas no vermelho! Segundo pesquisa realizada pelo SPC Brasil e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), a falta de educação financeira é a principal explicação para o fato de que um terço dos brasileiros é levado ao endividamento. Seis em cada dez devedores não sabem o quanto devem – o que reduz as chances de sair do vermelho.

Mas para tudo há uma solução. Não é impossível manter suas contas na ponta do lápis e se restabelecer financeiramente! Com determinação pode-se reformular o gerenciamento das contas e quitar os débitos.

Neste post daremos dicas de como organizar as dívidas e acabar com elas. Fique de olho!

Anote, anote, anote
Colocar na ponta do lápis todas as dívidas, os juros de cada empréstimo e os seus gastos é o primeiro passo para a organização financeira. Identificando quais são as despesas é possível cortar aquelas que são desnecessárias e deixar o orçamento mais enxuto – o que significa dinheiro sobrando, que pode ser destinado para cumprir com seus compromissos financeiros.

Por isso, anote tudo o que você gasta no dia, desde um simples cafezinho até uma compra no shopping, e avalie quais despesas podem ser eliminadas, mesmo que temporariamente, e quais podem ser reduzidas. Também passe a controlar o consumo de energia elétrica, água e gás na sua casa. Reveja hábitos de consumo no supermercado e planos de telefonia. Você vai sentir uma enorme diferença!

Caso queira ter tudo anotado, mas de uma maneira mais prática, entre no aplicativo GuiaBolso. Ao conectar sua conta, os gastos são listados e categorizados automaticamente.

Listas as dívidas é importante para saber onde você está pagando muitos juros, o que será útil na próxima dica…

Busque empréstimos com juros menores
Tentar renegociar com o credor, solicitar um empréstimo com juros menores ou fazer a portabilidade bancária são algumas opções que podem ajudar muitos endividados a quitar suas dívidas e sair do vermelho. As taxas de juros variam muito entre as diversas instituições financeiras, o que pode beneficiar quem está procurando melhores condições de taxas para negociar um novo crédito e quitar dívidas maiores.

Há diversas instituições confiáveis no mercado que cobram juros menores em empréstimos pessoais. É o caso do JustBank, BankFácil, entre outros. Você consegue simular empréstimos em vários lugares dentro do aplicativo GuiaBolso. A ideia é que com o dinheiro emprestado você pague as dívidas caras, como cheque especial e cartão de crédito, e passe a pagar menos juros. Viu como é fácil começar a organizar as dívidas?

Modere nos gastos com lazer
Para muitos consumidores os gastos com lazer são bem pesados para o bolso. Cinema, shopping, restaurantes, viagens, passeios e muitas outras despesas que, muitas vezes, não se encaixam no orçamento, mas mesmo assim não deixam de serem realizadas.

Atividades gratuitas como idas à praia ou passeios no parque são boas alternativas para quem quer se divertir, porém, sem se preocupar com os enormes gastos decorrentes. Por isso, se quer organizar as dívidas, modere nas programações de lazer e coloque na ponta do lápis o que elas representam para o orçamento.

Não faça dívidas novas
Para muitas pessoas fazer compras parceladas dá origem a uma verdadeira “bola de neve”, e por isso essa opção de pagamento acaba sendo uma grande vilã para o endividamento. Quando as compras são parceladas, o consumidor tem a falsa impressão de que gastou pouco, já que não viu o montante total sair do seu bolso (pelo menos não de forma imediata), o que é um perigo na hora de organizar as dívidas.

Buscar economizar para pagar à vista e ainda barganhar um bom desconto por estar usando dinheiro é uma excelente vantagem. Por isso, elimine por completo as compras a prazo e os cartões de crédito.

E aí, gostou das nossas dicas? Já se viu enrolado com dívidas? Que tal ajudar seus amigos a organizar as dívidas? Então compartilhe nosso conteúdo nas suas redes sociais!


Outros destaques: