Com relatos de preconceito e falta de emprego, muitos haitianos deixam SC

Imigrantes chegaram a ser 700 em Navegantes; hoje, são 150.

Sem perspectiva, muitos partem rumo aos Estados Unidos e Chile.

Navegantes, no Litoral Norte de Santa Catarina, chegou a ter 700 haitianos. Atualmente, no entanto, eles são 150, segundo a associação que os representa. O desemprego e o preconceito tem levado muitos desses imigrantes a deixar o Brasil, mostrou o Bom Dia Santa Catarina.

Conforme a RBS TV, nos últimos três meses, a saída dos imigrantes da região se intensificou. A maioria parte rumo ao Chile ou aos Estados Unidos.Com as dificuldades encontradas no estado, como o desemprego, além das saudades da família, alguns preferem voltar ao Haiti, país ainda fragilizado pelo terremoto de 2010.

Exemplo disso é Archange Junior Joseph, que há quatro anos chegou ao estado em busca de emprego. Ele chegou a trabalhar na construção naval e no setor portuário, mas nunca conseguiu dinheiro suficiente para ajudar a família. Há duas semanas, pediu demissão e decidiu voltar para casa.

“Aqui tem muito preconceito e as pessoas me tratam muito, muito mal aqui no Brasil. E não tem muito trabalho”, contou Archange Junior Joseph.

Além disso, em uma agência de viagens de Itajaí, as vendas de passagens nacionais para capital do Acre já representam 80% das vendas.

“A falta de oportunidade, a falta de emprego, o preconceito muito grande, em alguns casos, até ameaça de morte… É isso que tá fazendo os haitianos saírem do Estado”, conta a turismóloga Francys Garib.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com