Com 3 anos de atraso, começa operação assistida do VLT de Fortaleza

O primeiro trecho do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Fortaleza começou a funcionar hoje (25), ligando cinco bairros da cidade. Nesse momento inicial, será realizada a chamada operação assistida, com horário de funcionamento reduzido (das 6h ao meio-dia de segunda-feira a sexta-feira) e entrada gratuita.

VLT de Fortaleza inicia operação assistida. Foto Marcos Studart/Governo do Ceará

VLT de Fortaleza inicia operação assistida, após atraso de três anos. Equipamento deveria estar em funcionamento desde a Copa do MundoMarcos Studart/Governo do Ceará

Os trens vão circular por um percurso de 5 quilômetros entre as estações Borges de Melo e Parangaba. Nesta estação, os usuários do VLT poderão fazer integração com o metrô e com os ônibus urbanos que partem do terminal de integração do bairro.

Concebido para começar a funcionar durante a Copa do Mundo de 2014, ligando o bairro Mucuripe, na orla da cidade, à Parangaba (que dá acesso à Arena Castelão), o VLT de Fortaleza foi alvo de duras críticas por conta da remoção de famílias de áreas por onde os trilhos passariam. Ao longo de todo o ramal, 2,6 mil imóveis foram desapropriados.

Com os outros dois trechos que ainda estão pendentes, o percurso total será de 13,4 quilômetros. Segundo o governo do Ceará, responsável pelo projeto, o Trecho 1 está com 70% das obras concluídas e deve ser entregue ainda este ano.

Já o Trecho 3 passará por nova licitação para a escolha de outra empresa responsável pelas intervenções entre a estação Borges de Melo e o Mucuripe. O novo prazo para entregar a obra completa é até o fim de 2018.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com