Coluna – Flamengo gera expectativa no Mundial de League of Legends

O tão sonhado título do Flamengo no Campeonato Brasileiro de League of Legends deve atrair novos olhares para o Mundial do game. Dono de uma das maiores torcidas do mundo, o rubro-negro é até hoje o único clube tradicional no futebol já classificado para o campeonato internacional.

Mesmo antes disso, o Mundial de League of Legends tem impressionado com seus números. No ano passado, 99,6 milhões de pessoas pararam para assistir à decisão, vencida pela chinesa Invictus Gaming, na Coreia do Sul. Isso sem contar os 23 mil torcedores que em apenas quatro horas compraram todos os ingressos e no dia 3 de novembro de 2018 lotaram o Estádio Munhak de Incheon, uma das sedes da Copa do Mundo de 2002.

Este ano o Mundial vai acontecer na Europa, em três cidades-sede, começando por Berlim, no dia 2 de outubro. A competição vai reunir as melhores equipes de 13 regiões do planeta, incluindo o Brasil, que todo ano escolhe o seu representante com o título do segundo split do CBLoL. Além da atual detentora do título, já estão classificadas equipes como a tricampeã SK Telecom, da Coreia do Sul, e a europeia Fnatic, que ficou com o vice-campeonato no ano passado.

Nunca um time brasileiro conseguiu avançar além da fase de entrada. O melhor resultado do país foi conquistado pela Pain Gaming, em 2015, quando comemorou duas vitórias, mas não conseguiu se classificar para a fase de grupos. Um dos membros da equipe naquele ano era justamente o atirador Felipe “brTT” Gonçalves, que hoje lidera o Flamengo.

Nenhum outro jogador do Flamengo tem experiência nesse torneio, mas um detalhe tem deixado alguns torcedores mais esperançosos. Embora não seja o primeiro time brasileiro a contratar players coreanos no elenco, é a primeira vez que uma representante do CBLoL leva jogadores deste país para o Mundial. A Coreia do Sul, considerado o país do esporte eletrônico, reúne algumas das melhores equipes do mundo. Das oito edições do Mundial, cinco foram conquistadas por eles.

O Flamengo vai ainda precisar lidar novamente com a pressão de vencer. Líder da cena brasileira de League of Legends desde que estreou no início do ano passado, os rubro-negros vinham decepcionando em decisões até finalmente conquistarem o primeiro título do CBLoL. Antes disso, foram três vice-campeonatos. O primeiro no Circuito Desafiante, que vale como segunda divisão, e outros dois no próprio CBLoL.

A equipe também vai ter que enfrentar um possível cancelamento do projeto, algo que chegou a ser noticiado pela imprensa brasileira, mas não foi confirmado pelo Flamengo. O título no CBLoL, e quem sabe um bom desempenho no Mundial, podem acabar, no entanto, salvando o time.

Se a tarefa no Mundial parece complicada para a equipe do Flamengo, pelo menos podemos esperar muita festa do lado da torcida. A Urubarons, primeira torcida organizada de esporte eletrônico no Brasil, chamou a atenção no Jeuneusse Arena, palco da final do CBLoL. Por enquanto, a Urubarons ainda não confirmou a viagem até a Europa, mas não é difícil imaginar a presença de muitas camisas e bandeiras rubro-negras acompanhando onde o Flamengo de brTT estiver.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com