Coluna Esplanada: STF não silencia maletas

O Dia

– PF já avançou nas perícias das maletas de varreduras de grampos e sabe o que aconteceu no submundo do Congresso Nacional –

Brasília – A verborragia figadal do presidente do Senado, Renan Calheiros, vangloriando-se da decisão monocrática do ministro Teori Zavascki é uma vitória de Pirro. O ministro do STF suspendeu em liminar a Operação Métis no Senado. Mas não a invalidou, por ora. 

Contudo a PF já avançou nas perícias das maletas de varreduras de grampos e sabe o que aconteceu no submundo do Congresso Nacional. Isso pode contribuir para a Lava Jato. Estão todos tremendo – no Congresso e no Planalto – com o que pode ser revelado

A conferir

O plenário do STF pode decidir pela anulação da operação ou continuidade – neste caso a Corte vai pedir à PF mais diligências, e a polícia dá prosseguimento à devassa.

Ouvidoria

A Coluna citou que a PF investigava se o software das maletas foi adulterado para fazer escutas telefônicas. O Instituto Nacional de Criminalística é um dos melhores do mundo

Alvo da AJUFE

Renan fez pior, ao dizer que não se referia ao juiz Valisney Souza de Oliveira o termo ‘juizeco’. Deixou conotar, então, que generaliza o neologismo pejorativo. Briga grande

C.S.I. Blumenau

Hollywood é aqui. A PF infiltrou um agente numa academia de Blumenau (SC) por meses para pegar Michael Knighten, hacker foragido dos EUA. É acusado de desviar US$ 2 milhões de empresas americanas. Usava o nome de Michael Sabatine e foi pego pela digital num copo de plástico periciado pelo Instituto Nacional de Criminalística.

Tolerância zero

O Correios assinou ontem adesão ao programa de Integridade da CGU, conhecido como ‘compliance anticorrupção’. A estatal vai adotar conjunto de medidas para prevenir, detectar e remediar a ocorrência de fraude e corrupção na empresa.

Saldo trabalhista

Comandante do PTB paulista, o deputado Campos Machado fechou feliz o balanço da eleição. O partido elegeu 150 prefeitos ou vice-prefeitos, e compõe chapa em sete das 13 cidades onde haverá 2º turno.

Encostou

Machado contabilizou quase 600 vereadores – fez a 3ª bancada no Estado, atrás apenas do PSDB, que controla o Bandeirantes, e do PMDB, inquilino do Planalto.

Estrada$

Evidente que as estradas brasileiras estão longe do ideal. Mas a pesquisa da Confederação Nacional do Transporte divulgada em hora pertinente, associada a ofensiva de assessoria de imprensa pautando as TVs explica a ganância das bancadas dos parlamentares por emendas de obras no DNIT e no Ministério dos Transportes.

Três hospitais

Os custos são altos para os desvios das rodovias – ops!, os entroncamentos. Como explicar ao cidadão que duas obras simples de emendas em rodovias em Governador Valadares estão avaliadas em R$ 250 milhões? Isso levantaria três hospitais.

Salve, Valisney!

O juiz Valisney Souza é raridade, e merece respeito. Autoridades do Judiciário – e isso inclui a PF – sempre reclamaram nos bastidores que os magistrados da capital evitam autorizar grampos ou operações para não terem dor de cabeça com políticos.

Letras garrafais

Os agentes do Congresso sonham equiparação à temida e aplaudida Polícia Federal. O uniforme dos seguranças patrimoniais tem na camisa as palavras POLÍCIA FEDERAL, com ‘Legislativa’ (esta bem pequena, ao centro).

Canetada

A turma já têm, pelo menos, poder de inquérito, de varreduras e direito a porte de armas. Concedidos pela caneta do presidente Renan Calheiros em resolução.

Oncologistas, uni-vos

O Rio recebe hoje e amanhã no Royal Tulip São Conrado especialistas no IV Congresso Internacional Oncologia D’Or. Debatem avanços no diagnóstico e tratamento.

Ponto Final

Renan já é alvo de nove processos no Supremo.

Coluna de Leandro Mazzini


Outros destaques: