Coluna Esplanada: PSB X Alckmin

O Dia

– Briga por indicação na corrida ao Planalto em 2018 está cada vez mais forte –

Brasília – O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, tem se engajado cada vez mais na tentativa de atrair o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), e lançá-lo à Presidência em 2018. O tucano ainda não disse sim, mas também não recusou — e diz estar disposto a “brigar internamente” para ser o nome do PSDB na corrida ao Planalto. O páreo, no entanto, está cada vez mais duro com a ascensão do chanceler José Serra — nome forte no governo Temer que pode sair pelo PMDB.

A saída

Aécio é, hoje, o candidato natural do PSDB. Ele controla a grande maioria dos delegados numa convenção. Isso obriga Alckmin a sair do ninho tucano.

Agora, a fatura

Doria Jr (SP) e Alexandre Kalil (BH), eleitos em duas das mais importantes cidades do Brasil, têm a chance de mostrar que há algo de diferente na política.

Cadê o exemplo

Um papelão do ex-presidente Lula, que se diz estadista, avisar que não votaria em São Bernardo do Campo (SP), onde seu candidato perdeu no 1º turno.

Perdeu, doutor

Aquele drible jurídico do patrão que fecha a empresa falida, mas continua rico e não paga os direitos trabalhistas, está com dias contados. O Tribunal Superior do Trabalho e o Ministério da Justiça fecharam convênio para troca de dados. O TST terá acesso ao patrimônio de empresários para justificar a cobrança dos direitos aos funcionários.

Dedo na tomada

O Ministério de Minas e Energia venceu na Justiça a ação contra a Companhia Energética de Roraima, de quem cassou a concessão por serviços malfeitos. Sobrou para a Eletronorte, que tem garantido a entrega de energia no Estado até nova licitação.

A jato

O governo do Maranhão mais que dobrou os gastos com jatinhos na gestão de Flávio Dino. Já executou quase o total de R$ 5.525.953,29 empenhados para a Heringer Táxi Aéreo. Em 2015, foram pagos R$ 2.570.465,09. A empresa prestou serviço à campanha de Dino em 2014, e ele foi eleito com discurso de corte de gastos.

Quero-Quero…

O TST condenou a Lojas Quero-Quero de Ijuí (RS) num processo surreal. A empresa exigiu de funcionário fiança de R$ 10 mil para que assumisse cargo de gerente numa promoção, com as desculpa de que ele cuidaria de altos valores patrimoniais..

… seu dindim 

É caso surpreendente e talvez único no Brasil que o funcionário teve de pagar para trabalhar. Os R$ 10 mil seriam restituídos em dois anos. Mas o empregado foi à Justiça.

Devolve aí!

O governo conseguiu na Justiça vitória contra 50 bancos — estatais e privados — que terão de pagar R$ 122 milhões (já corrigidos) por retenção indevida de cobrança de INSS em folhas de pagamento entre outubro e novembro de 1991.

Tá explicado…

A revelação do esquema de contrainteligência montado pela Polícia Legislativa do Senado jogou luz a episódio inusitado durante o julgamento do impeachment no qual o presidente da Casa, Renan Calheiros, cobrou a fatura da senadora Gleisi Hoffmann.

Aquela dica

À época, Renan dissera que ajudou a senadora ao evitar o indiciamento do marido, Paulo Bernardo, e também jogou indireta sobre o pedido de varredura nas residências da petista no Paraná e em Brasília autorizado por ele. Ninguém entendera.

Engordando em causa

“É regime de engorda”, diz o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), em ironia, sobre a série de almoços, jantares e coquetéis que antecederam a votação da PEC do teto.

Ponto Final

Não é a aliança de Aécio Neves que tem derrubado seus aliados nas urnas. É a sua rejeição que tem vencido seus candidatos.

*Coluna por Leandro Mazzini 


Outros destaques: