Carletto, na Câmara, e Robinho, na Assembleia, querem deixar PP

Apesar dos rumores de que haverá uma debandada no PP, parlamentares do partido garantem que só estão de malas prontas mesmo para deixar a legenda o deputado federal Ronaldo Carletto e o estadual Robinho, que faz com ele dobradinha eleitoral em vários municípios.

Carletto revoltou-se contra a legenda por ter sido excluído do pacote de R$ 700 mil reais do fundo partidário que a agremiação destinou a cada um de seus parlamentares nacionalmente para investir nas campanhas municipais deste ano.

Chegou a entrar na Justiça questionando a decisão, motivada por sua desobediência à recomendação partidária para que votasse contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

A pena também foi aplicada ao deputado federal Roberto Brito, que também votou contra Dilma na Câmara, mas ele já avisou que permanece no partido, embora deva concorrer a deputado estadual nas próximas eleições.


Outros destaques: