Barra em Dia: Pezão estuda ampliar reabertura da Linha 4 a todos os usuários

30 de agosto de 2016

Claúdio Magnavita

– Medida seria adotada durante a Paralimpíada. Chefe da Casa Civil está cuidando pessoalmente do caso –

Rio – O que mais tem doído para os moradores da Barra é a ausência do metrô nessas últimas duas semanas. A parada foi necessária. Na pressa de cumprir o calendário olímpico, foram deixados de lado alguns arremates finais, principalmente na parte elétrica, que receberá os ajustes finais agora. O Governador Pezão confirmou a esta coluna que está estudando seriamente ampliar a reabertura para as Paralimpíadas a todos os usuários. O Chefe da Casa Civil, o secretário Leonardo Espíndola está cuidando pessoalmente. Será uma super-agenda positiva. Poucas pessoas sabem que é uma obra do Governo estadual. A equipe do Palácio precisa reforçar a comunicação e aproveitar que a turma da Prefeitura, com medo do metrô não ficar pronto, lavava as mãos para a obra.

Placa comprometedora

Na reabertura do metrô, muita gente aposta que a placa que leva o nome do deputado Carlos Osório na estação Jardim Oceânico deverá tomar um chá de sumiço. Em plena campanha eleitoral, a placa com o nome do ex-secretário só pode ter sido colocada ali por gozação ou para comprometer o candidato do PSDB a Prefeitura e atiçar a sede da justiça eleitoral por mal feitos. A placa lista inocentemente pessoas que foram importantes na história do metrô e o nome de Osório, foi colocado por ter sido ex-secretário estadual dos Transportes. Aliás, sem medo do Tribunal Regional Eleitoral, ele foi à solenidade de inauguração.

Sem papo furado 

Um aviso aos candidatos a Prefeito: as entidades da Barra nunca estiveram tão unidas. O movimento que nasceu com a implantação do sistema de monitoramento de segurança ganhou corpo e unificou as lideranças da Barra, Recreio e Vargem Grande. Para enfrentar os prefeituráveis e arrancar promessas concretas, eles fizeram uma distribuição de responsabilidades. O encontro com Marcelo Crivella será no Shopping Américas, com Marcelo Freixo na Câmara Comunitária da Barra e com Flavio Bolsonaro no Barra Shopping. Foi usado como critério a colocação atual nas pesquisas eleitorais para esta primeira rodada. As datas ainda estão sendo definidas com as assessoria dos candidatos. Eles querem reuniões de trabalho objetivas, sem blá-blá-blá ou conversa fiada.

Estarrecidos e solidários!

Foi comovente a reação dos moradores do Condomínio Pedra de Itaúna, que se reuniram em vigília de orações com velas nos jardins do edifício Lagoa Azul no dia da tragédia que vitimou uma família inteira. O assunto foi um dos mais comentados pela mídia e criou uma onda de solidariedade enorme em todas as rodas sociais da cidade e especialmente na Barra. Foi uma das maiores tragédias de grande impacto na história da região.

Capim supersanto!

A Barra ganhou a filial do Capim Santo. A chef Morena Leite, depois do sucesso do “Í Bistrô” no Gran Mercury Riocentro, abriu a sucursal carioca do seu famoso restaurante no Shopping Village Mall. A sua sócia local é a talentosíssima atriz Mariana Ximenes. Mais uma alquimia de Morena. As duas sócias parecem irmãs e estão apaixonadas pelo Capim Santo Carioca. A coluna mostra em primeira mão as fotos do restaurante, que esta funcionando em soft open. Por três meses, Morena passou a residir no Rio e está mergulhada nos ajustes finais da sua nova casa. Uma programação imperdível para quem gosta da comida brasileira. O Village Mall a cada dia se transforma no grande ponto gastronômico da cidade.

Um noite memorável na Barra

A última segunda-feira foi uma noite memorável para os grandes nomes do setor de eventos. Foi aberto oficialmente um dos equipamentos mais importantes para o turismo da cidade. Uma daquelas obras que quando inaugurada transcende a própria bandeira e passa a ser um equipamento de toda a cidade. Era visível a emoção do presidente da Rede Windsor, o galego carioca José Oreiro na inauguração do Windsor Convention & Expo Center. Um espaço totalmente privado, com 12 mil m2, 22 salões multi-uso e um piso de 2.500 m2 sem uma única coluna, com vão livre para feiras e exposições.

O grande mastro

Personalidade discreta, trabalhando 18 horas por dia e cuidando pessoalmente da maior rede de hotéis do Rio, Oreiro sempre foi discreto e se manteve longe das câmeras e entrevistas. Na última segunda ele surpreendeu a todos ao resolver falar. Falou com o coração e emocionou a todos que conhecem a sua trajetória vitoriosa, que teve inicio em funções mais humildades da hotelaria e gastronomia. O que tínhamos no palco era um vitorioso. Um homem que naquela noite apresentava um equipamento monumental, capaz de abrigar eventos e congressos de porte médio, complementando o portifolio da cidade, que carecia de algo parecido. Tudo isso no coração da Barra. Na frente do mar e capaz de gerar hóspedes não apenas para os quatro hoteís do Windsor construído envolto do complexo, com 1.600 quartos, mas para todo o polo hoteleiro que atendeu o chamamento da Olimpíada.

Um presente para a cidade

O Windsor Convention será capaz de gerar um fluxo de hospedes para todos os 12 mil apartamentos da hotelaria da Barra. A sua capacidade supera os apartamentos oferecidos pela própria rede e vai lotar a concorrência. Um equipamento como este geralmente é feito pelo poder público e o da Barra é 100% privado. 

Para o presidente da Associação hoteleira do Rio e presidente do Sindicato dos Hotéis, Alfredo Lopes, “o Rio deve muito a empresários como José Oreiro. Este equipamento chega na hora certa e ajudará toda a hotelaria da Barra.”

Já o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, que veio de Brasília especialmente para a inauguração, o Windsor Convention vai reforçar esta virada do Rio, consolidado como o grande destino da América do Sul após a Rio 2016. “O Brasil precisa de empresários como José Oreiro, que de forma corajosa colocam o nosso turismo em um patamar de qualidade internacional que sempre buscamos”, finalizou Lummertz.

Uma festa monumental

Para apresentar o novo equipamento para convidados e especialistas de eventos de todo o Brasil, Rosangela Gonçalves, diretora comercial da Rede Windsor, organizou um evento único. No térreo foram feitos os drinques de boas vindas, no subsolo um work-shop com os principais fornecedores do setor de eventos, seguido de mais um coquetel e depois no último andar, com um gigantesco telão da Hoffmann e um púlpito digital, discursou um representante do Convention Bureau, o presidente da Embratur, a diretora Comercial e próprio Oreiro. O ator Thiago Lacerda entrou solenemente com a tocha que foi presenteada por Thomas Bach com seu autógrafo. 

A noite ainda não havia terminado e todos os que estavam presentes foram convidados para a cobertura do Windsor Oceânico, onde foi finalizado o coquetel com um buffet oriental e bebidas de maneira generosa.

Nas conversas com os amigos, Oreiro confidenciou o seu sofrimento ao assistir no Maracanã o jogo Brasil com Alemanha. Contou o quanto sofreu na disputa dos pênaltis até Neymar marcar o gol. Apaixonado pelo Brasil e pelo Rio, este coração galego hoje é nosso. Um empresário que gera mais de 8 mil empregos diretos e que deu a Barra uma coleção de equipamentos luxuosos e monumentais.

Prato de Ouro

Durante os jogos Olímpicos, as churrascarias Tourão e Barra Grill, receberam um grande volume de clientes estrangeiros, principalmente orientais. O preço e a qualidade das carnes fizeram que muitos grupos voltassem várias vezes aos restaurantes, trazendo mais amigos e familiares. O recorde ficou por quatro atletas peso-pesados do leste europeu que comiam de segunda a sexta no Barra Grill. Chegavam ao meio dia e só saiam no final da tarde. O consumo médio de cada um foi de 4 quilos de carne por dia.

Cosa Nostra

Bombou ontem o festival italiano do Rialto, com com direito a show da cantora Bia Falcão e buffet farto  italiano. Será realizado toda a última terça do mês. O restaurante é uma das melhores opções de custo beneficio da Barra e abrindo espaço para noite temática. A cantora já tem um publico fiel e encanta com repertorio variado. 

Lagosta a bordo 

Atendendo ao pedido dos clientes o restaurante Barra Grill trazendo de volta a grande estrela do seu cardápio: a lagosta. O crustáceo volta a estrelar o cardapio de forma pioneira nos almoços de domingo e feriado. A sua retirada foi em função da preocupação ecológica da casa com o período do defeso. A grande noticia é que o rodizio com lagosta custará R$ 129,90 por pessoa. Outro gesto simpático do restaurante é trazer de volta em setembro o desconto de 50% para as mulheres. Valido de segunda a sábado, menos no domingo e feriado nos almoços.   

Própolis valioso

Sabem o que mais fez sucesso entre os orientais durante a Olimpiada? a descoberta que o própolis brasileiro custa 10% do preço no Japão. Houve uma verdadeira caça ao propolis nas farmácias da Barra. O estoque do Mundo verde no Shopping Metropolitano acabava na mesma hora que chegava a reposição.

E-mail do colunista: claudio.magnavita@odia.com.br

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line