Atlético Mineiro desiste do último jogo contra a Chapecoense pelo Brasileirão

O presidente do Atlético Mineiro, Daniel Nepomuceno, afirmou nesta quinta-feira (1/12) que o clube não vai enfrentar a Chapecoense em jogo marcado pela última rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 11 de dezembro.

"No momento de dor e respeito à tragédia, ficamos de luto e tem que ficar resignado e respeitar e não simplesmente ir para a TV e ficar declarando. A gente respeita a dor, não é momento para cobrar de jogador nenhum a receita do esporte", disse o mandatário em coletiva.

CBF concorda

Nepomuceno informou que já avisou o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, e disse que não se importa se o time perder a partida por WO.

"Haverá uma punição com a perda dos três pontos, mas o time não terá sua posição alterada, não vai ser prejudicado. É o mínimo que se pode ter com a cidade, com os familiares, pelo estado e o país que sofre com a tragédia", afirmou ainda.

Veja o que disse Daniel Nepomuceno

Del Nero queria que o jogo fosse realizado como uma forma de celebrar o futebol. Ontem (30), o presidente interino da Chapecoense, Ivan Tozzo, disse que não sabia ainda o que fazer e confirmou que a CBF queria que o jogo fosse realizado "com os juniores" da equipe.
Hoje, ao ser informado da decisão do Galo, Tozzo mostrou alívio.

"Nós estamos de acordo com a atitude do Atlético. Acho ótima a decisão porque não teríamos clima para o jogo. Não senti pressão alguma para jogar. Muito pelo contrário. O Del Nero está fazendo um trabalho fantástico, mesmo de longe. Está fazendo tudo o que eles podem e sou eternamente grato a eles", concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com