Após acidentes na Sapucaí, Inmetro deverá criar regras para carros alegóricos

28 de fevereiro de 2017

O Dia

– Normas devem incluir construção e funcionamento das alegorias. Decisão acontece após acidentes deixarem vários feridos –

Rio – Após os acidentes envolvendo dois carros alegóricos — um da Paraíso do Tuiuti, no domingo, e outro da Unidos da Tijuca, nesta segunda-feira — que deixou várias pessoas feridas na Sapucaí, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) deverá criar padrões de segurança para a construção dos carros alegóricos das escolas de samba.

“Vou convocar a partir de quinta-feira essa pauta. Em meados de março fazemos o painel setorial, convidando as pessoas a participar Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa), Prefeitura do Rio e Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Deste painel setorial sai um grupo de trabalho, que certamente vai propor uma regra”, disse Carlos Augusto de Azevedo, presidente do órgão, à GloboNews nesta terça-feira.

Azevedo afirmou que o processo de criação do padrão de segurança deverá demorar entre três e seis meses. “Não há motivo para demorar mais do que isso. Já temos todo o regramento para veículos especiais e de cargas perigosas”, contou. O Inmetro afirmou ainda que a instituição procurou no ano passado a Liesa para que o órgão participasse mais ativamente da regulamentação do Carnaval. “Nós procuramos (a Liesa) para fazer a certificação. Ficou para ser feito este ano”, afirmou.

Assim que a padronização ficar pronta, a regulamentação deverá abordar todas as fases de construção de um carro alegórico, começando pela estrutura, parte de motores e funcionamento do carro no momento do desfile — como a parte elétrica. Além de criar a norma, o Inmetro também deverá ser o responsável por vistoriar e aprovar os carros alegóricos antes dos desfiles na Marquês de Sapucaí.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line