Ao tomar posse, Alexandre Parola destaca papel público da EBC

Ao tomar posse hoje (2) na presidência da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), o embaixador Alexandre Parola, 52 anos, ressaltou que a instituição é um “bem público que pertence à sociedade brasileira”. O diplomata elogiou o desempenho da empresa e pediu o apoio de todos para manter os bons resultados.

Brasília - O embaixador Alexandre Parola, 52 anos, assume hoje (2) a presidência da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Parola assume no lugar do jornalista Laerte Rimoli.

Brasília – O embaixador Alexandre Parola assume a presidência da EBC – Marcello Casal Jr/Agência Brasi

“Graças aos esforços, a EBC tem o prêmio de gestão do Ministério do Planejamento e cumpre metas”, disse o embaixador. “Conto com o apoio de todos e agora é trabalhar.” 

Parola assumiu o lugar do jornalista Laerte Rimoli, que na cerimônia de transmissão de cargo, destacou a qualidade dos profissionais da EBC. Segundo Rimoli, os profissionais são qualificados, e o caminho da empresa é o melhor possível.

A solenidade ocorreu na sala da presidência da EBC e contou com a presença do  secretário especial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Casa Civil, jornalista Márcio Freitas, diretores e gerentes da Empresa Brasil de Comunicação.

Por dois anos, Parola foi porta-voz do governo Michel Temer, antes, em 2002, cumpriu a mesma função na gestão do então presidente Fernando Henrique Cardoso.

Saneamento

Após dois anos à frente da EBC, o jornalista Laerte Rimoli saneou as contas da instituição. Em 2016, Rimoli recebeu a empresa com um déficit projetado de R$ 95 milhões, além de contratos que deveriam ser revistos e vários problemas de infraestrutura. Para 2018, o orçamento estimado é de R$ 182 milhões, e investimentos, na ordem R$ 10 milhões.

Rimoli implantou um modelo de sistematização de custos, com registro em tempo real de despesas, e cortou gastos. Em 2017, o jornalista conseguiu bater recorde de investimentos, no valor R$ 27 milhões.

Com estas ações, o jornalista transmite a presidência da EBC com situação financeira equilibrada para Parola. A EBC, que reúne um conglomerado de mídias, tem ao longo do ano os desafios de duas grandes coberturas: a Copa do Mundo da Rússia e as eleições de outubro.

Na gestão Laerte Rimoli, a TV Brasil estreou uma nova grade programação, com foco na programação infantil e na produção jornalística. O regionalismo ganha destaque a partir da parceria com emissoras públicas locais de Minas Gerais, Goiás, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Bahia, com a chamada TV de Todos os Brasis.