Antes de desfile, Império Serrano faz homenagem ao compositor Arlindo Cruz

11 de fevereiro de 2018

Arlindo Cruz

Arlindo Cruz está internado em um hospital da zona sul desde março de 2017 Silvio Tanaka/Wikimedia Commons

Primeira agremiação a entrar no Sambódromo nesta segunda-feira (11), a Império Serrano fez uma homenagem especial ao cantor e compositor Arlindo Cruz, que sofreu um AVC em março do ano passado e continua internado em um hospital da zona sul do Rio de Janeiro. 

Um grupo de 270 pessoas atravessou a avenida, um pouco à frente da escola, vestindo calça branca e camiseta com a foto de Arlindo Cruz e a frase “O show tem que continuar”, um dos versos de um samba que ele compôs.

Segundo o contador Luiz Fundão, Arlindo Cruz é, depois de Silas de Oliveira, fundador da Império e também o compositor que mais venceu sambas enredos para a agremiação de Madureira. “Além de tudo é um grande sambista e um amigo”, disse.

Para Luiz Fundão, a homenagem tem também um outro significado: é como se Arlindo estivesse desfilando na avenida, justamente quando a agremiação voltou à elite do caranaval carioca, depois de oito anos no grupo da série A.

A verde e branco desfila com o enredo O Império do samba na rota da China. O início dos desfiles está marcado para as 21h15.

Esquenta

O esquenta dos componentes, que é feito pelas escolas antes do início do desfile, foi com um dos sambas mais tradicionais da escola – Aquarela Brasileira – de autoria de Silas de Oliveira. Ainda sem o toque da bateria, o público das Arquibancadas acompanhou emocionado o intérprete Marquinhos Art’Samba, com destaque para quem estava no setor 1, que é o mais popular do Sambódromo, localizado no início da passarela.
 

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line