Acusado de atear fogo em comerciante vai a júri na próxima quinta-feira

Um homem, acusado de ater fogo no comerciante Manoel Carlos Santana da Silva em 2014, na Avenida João Durval em Feira de Santana será julgado na próxima quinta-feira (27) no Fórum Desembargador Filinto Bastos.

Manoel Carlos, na época com 61 anos, foi torturado e teve 99% do corpo queimado.

O crime aconteceu da distribuidora de frangos do comerciante devido a um problema com imóvel de proriedade da esposa da vitima onde a mãe do acusado morou durante um período.

O advogado Guga Leal vai trabalhar na defesa do acusado com o advogado Juarez Wagner.

A juíza Márcia Simões Costa vai presidir o júri com a participação do promotor Audo Rodrigues.

Segundo Guga Leal, o acusado recebeu com naturalidade, aceitou a situação do júri e irá contar a verdade e o que aconteceu em relação ao fato.

Na instrução processual foi citada outra pessoa que também teria participado do crime, mas ela não foi ouvida.

“Ele assumiu os fatos. Ele se retratou e está arrependido. O crime aconteceu após uma discussão com Manoel e teria sido um acidente em virtude que no local havia muito produto inflamável”, afirmou.


Outros destaques: