Acidente com micro-ondas relatado na internet é mito

Circula, pela internet, uma mensagem a respeito de um rapaz de 26 anos, que teria sofrido queimaduras de 1º e 2º graus no rosto após ter colocado, em um forno de microondas, uma xícara de água para aquecer com o intuito de utilizá-lo para consumo de um café instantâneo. O texto, supostamente escrito pela mãe dele, afirma que após ter tirado a xícara de dentro do recipiente, ele notou que a água não teria fervido e, posteriormente, teria “saltado” em direção do rosto e, com o acidente, teria perdido parcialmente a visão do olho esquerdo.

Para o Professor associado do Instituto de Física da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Clemente Tanajura, tal situação dificilmente aconteceria. “Normalmente, logo depois que a emissão da radiação para, a água para também de ferver. Portanto, se a água não estava fervendo quando ela foi removida do microondas, é muito estranho que tenha entrado em ebulição depois”, explicou. Este tipo de acidente pode acontecer apenas se o líquido estiver submetido a uma pressão maior que a atmosférica, como, por exemplo, em uma panela de pressão. 

Independentemente de ter sido mito ou não, Tanajura destaca que o aparelho exige cuidados, como uso de luvas, preferir alimentos com líquido, seguir as recomendações dos fabricantes ou das embalagens do alimento para estimar o tempo no qual o líquido ficará sob ação da radiação e mexer depois de um ou dois minutos para homogeneizar a sua temperatura. 


Outros destaques: