A força do Tricolor: em casa, na Arena, o Bahia é diferente

Uma campanha, dois extremos na mesma competição nacional da CBF. O time do Bahia não é um dos líderes da Série B do Campeonato Brasileiro, porque está, entre os 20 clubes, como um dos os piores visitantes, não consegue vencer fora de Salvador. Mas o que mantém o Tricolor na luta por uma vaga no G-4, é que em casa, com o apoio da torcida, o time do técnico Guto Ferreira está entre os melhores mandantes do Brasileiro deste ano.

É nesta mística que a torcida está apostando tudo no jogo desta sexta-feira contra o Criciúma, válido pela 28ª Rodada, às 19h15min na Arena Fonte Nova.

No final da 27ª Rodada da Série B o Bahia caiu para o 6º lugar com 40 pontos ganhos. O Tricolor está no topo do G-4 se não tivesse um péssimo aproveitamento fora de casa, com apenas 11 pontos dos 42, equivalentes ao baixo aproveitamento de 26% como time visitante no Brasileiro 2016, uma instabilidade repetida no empate de 2 a 2 contra o CRB, em Maceió, depois de estar vencendo por 2 a 0 até os 33 minutos do 2º tempo, que tem custado caro ao projeto da volta à Série A, a 1ª Divisão do Brasileiro em 2017.

Os números não mentem, e a estatística revela que a fiel Tricolor é quem segura o Bahia na luta pelo G-4 nos jogos disputados em casa, na Arena Fonte Nova. Em Salvador conquistou 74% (29) dos seus 40 pontos, com a marcação de 22 gols, sofreu apenas sete, que dá ao time do técnico Guto Ferreira o 2º melhor saldo de gols, 13, só perdendo para os 16 gols do Vasco da Gama, que é decisivo nos critérios de desempate da Série B do Brasileiro.

Em Salvador, na Arena Fonte Nova, o Bahia disputou 13 jogos, venceu nove –
Avaí, Joinville, Paysandu, CRB, Oeste de São Paulo, Luverdense, Paraná, Vasco da Gama e Goiás – empatou dois – Náutico e Atlético/GO – e perdeu dois, para Londrina do Paraná e Vila Nova de Goiás. O Tricolor tem a segunda melhor campanha como visitante, só perdendo para o líder, Vasco da Gama, com 31 pontos ganhos fora do Rio de Janeiro. 

Além do Criciúma, nesta sexta-feira, dia 30, na Arena Fonte Nova, o Bahia joga ainda em casa contra o Tupi de Minas Gerais, Brasil de Pelotas, Ceará, Sampaio Corrêa, e Bragantino de São Paulo. Destes, três são confrontos diretos, contra adversários que estão na luta pelo G-4 da Série B: Criciúma, Brasil de Pelotas e Ceará, e três contra clubes que lutam contra o rebaixamento para a Série C de 2017: Tupi, Bragantino e Sampaio Corrêa.  
 


Outros destaques: